Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O que é prisão de ventre?

Muito comum entre as pessoas, a prisão de ventre é um problema que provoca alguns transtornos. Frequente principalmente entre as mulheres, a prisão de ventre atrapalha inclusive o lado emocional. Diretamente ligada à alimentação, a prisão de ventre pode ser tratada com algumas mudanças alimentares. É preciso inserir na dieta alimentos ricos em fibras, que são substâncias insolúveis que diminuem o tempo de trânsito do bolo alimentar no intestino.

Frutas para acabar com a prisão de ventre

Foto: Reprodução

A prisão de ventre, no entanto, pode estar envolvida com outros problemas como a velocidade do metabolismo e a dificuldade de digestão. É caracterizada pela evacuação com frequência inferior a três vezes na semana, e normalmente vem associada às fezes duras. O ideal é ir ao banheiro de três vezes na semana até três vezes ao dia, no entanto, é importante estar atento à sensação de bem estar, ou seja, se há presença de dor, desconforto ou sangramento, casos em que pode ser necessário consultar um médico.

A quantidade de fibras que deve ser ingerida diariamente é de 20 a 30g, por isso algumas mudanças na alimentação podem ser necessárias. Se você sofre com esse problema, confira alguns alimentos que podem ajudar a resolver:

Frutas que auxiliam na prisão de ventre

Ameixa: Famosa por sua grande quantidade de fibras, a ameixa é um potente estimulador da motilidade intestinal devido à presença de ácido diidroxifenil isatina. Além disso, possui ainda o sorbitol, que é uma substância capaz de absorver água do organismo, o que unido às fibras, acelera o trânsito intestinal. O ideal é consumir duas ameixas frescas ou quatro ameixas secas ao dia.

Mamão: O mamão possui uma substância chamada papaína, que é uma enzima auxiliar da digestão de proteínas, agindo na diminuição do tempo de exposição do bolo fecal e no aumento da absorção dos nutrientes. A quantidade indicada de consumo diário é de metade da fruta.

Kiwi: Devido à presença de actiniidina, o kiwi facilita a laxação. A enzima também é responsável pela hidrólise das proteínas, auxiliando no processo intestinal. As fibras, unidas às enzimas, completam o seu efeito contra a prisão intestinal. Consuma dois kiwis ao dia.

Abacaxi: O abacaxi auxilia na digestão das proteínas, nutrientes de difícil digestão. As bromelinas são as enzimas responsáveis pela melhor digestão, facilitando a absorção dos nutrientes. A fruta pode ser consumida na forma de suco, sendo a dose ideal de um copo ao dia, ou in natura, onde o ideal é consumir duas fatias por dia.

Figo: A enzima ficina, presente no figo, é a responsável por auxiliar a digestão das proteínas. Isso faz com que o bolo alimentar fique nos intestinos por menos tempo. O indicado é a ingestão de dois figos ao dia.

Amora: Rica em antocianinas – compostos antioxidantes e bactericidas – a amora também auxilia na eliminação da prisão intestinal. Os taninos presentes na amora ajudam a regular o intestino, além de combater doenças inflamatórias no órgão. Além disso, possui em suas fibras uma substância chamada pectina, que absorve a água melhorando o trânsito intestinal. Consuma uma xícara de amoras ao dia.

Abacate: O abacate é uma fruta normalmente tratada como vilã, uma vez que é extremamente calórica e gordurosa. Apesar disso, suas gorduras são boas e trazem inúmeros benefícios para o corpo humano, inclusive laxativos, pois auxiliam na lubrificação das fezes. Devido à gordura, o ideal é consumir apenas duas ou três colheres de sopa por semana.

Veja mais!