Publicado por Lia Vieira
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A flor da noite é conhecida também como cacto-orquídea, dama da noite, cactos, mandacaru, jamaracu e cordeiro. Seu nome botânico é Epiphyllum oxipetalum, é pertencente à família Cactaceae, e tem sua origem na América Central e Brasil. Ela possui pelos nas aréolas, e suas flores são grandes, vistosas e coloridas, seus ramos são achatados e suculentos, apresentando em alguns casos triangulações. A planta é conhecida por sua beleza e por apresentar benefícios à saúde, devendo ser ingerida em forma de chá. Vamos conhecer neste artigo um pouco mais sobre as propriedades da flor da noite.

Origem

A flor da noite é muito comum no nordeste brasileiro, consegue atingir até cinco metros de altura. Existe uma variedade de características diferenciadas dentro da flor da noite, sendo que algumas apresentam espinhos e outras não. É uma planta muito resistente às secas do nordeste, por não necessitar de muita água, a flor da noite se hidrata facilmente retirando a água da umidade do local e do orvalho.

Flor da noite e seus benefícios

Flor da noite - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Ao ser ingerida em forma de chá pode ser usada como:

  • Diurético;
  • Calmante;
  • Cardiotônico;
  • Estimulante;
  • Remineralizante.

Por ser muito rica em vitaminas e minerais, a flor da noite sendo ingerida em forma de chá, pode ser indicada contra:

  • Angia do peito;
  • Asma;
  • Excessivo fluxo menstrual;
  • Bronquite;
  • Catarro na bexiga;
  • Congestão cerebral;
  • Congestão no fígado;
  • Coriza;
  • Dismenorreia;
  • Dor de cabeça;
  • Enxaqueca;
  • Febre;
  • Hipertrofia do coração;
  • Insuficiência cardíaca congestiva;
  • Palpitações;
  • Problemas circulatórios;
  • Problemas pulmonares;
  • Reumatismo.

Chá – Aprenda como fazer

– 10 a 15 gramas de caule desidratado de flor da noite
– 1 litro de água

Coloque tudo em uma panela e deixe ferver por cerca de 15 minutos, tire do fogo e espere esfriar com a panela tampada. Coe o chá e consuma-o em temperatura ambiente ou morno. Caso queira adoçar o chá, o ideal é que seja utilizado mel.

Dica: caso esteja em busca de potencializar o chá de flor da noite como forma de calmante, adicione camomila durante o processo de fervura da água. A quantidade ideal é de uma xícara de chá três vezes ao dia (manhã, tarde e noite).

Contraindicações e efeitos colaterais

A flor da noite não deve ser utilizada sem estar desidratada, existem relatos de pessoas que desenvolveram urticária, dermatose, queimação na boca e enjoo utilizando de forma indevida. Não existem relatos de efeitos colaterais a pessoas que ingeriram a flor da noite em formato de chá desidratado.

Veja mais!