Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Comuns no inverno, as dores de garganta podem ser causadas por bactérias, inflamações e infecções, sendo necessário um tratamento para curar a dor. A maioria dos remédios que as pessoas tomam por conta própria apenas aliviam as dores, deixando o problema sem um tratamento realmente efetivo.

Faringite é uma inflamação da faringe, localizada ao final da boca. Podendo ser causada por vírus, bactérias, refluxo e sinusites, a doença é identificada pela vermelhidão ou ainda a formação de placas de pus.

Laringite é o nome que recebe a inflamação da laringe, localizada na parte mais baixa do pescoço. Pode ser facilmente confundida com a faringite e, por ser mais profunda, só pode ser identificada por meio de exames.

Amigdalite é a inflamação das amigdalas, que estão localizadas ao final da garganta e possuem a forma semelhante à de amêndoas.

Normalmente acompanhadas de outros sintomas além da dor, rouquidão e vermelhidão, as dores de garganta podem ainda ocasionar febre, mal-estar e dificuldade para engolir. Quando se tratam de infecções bacterianas, normalmente com presença de placas de pus, é preciso fazer uso de antibióticos.

Chás e outros tratamentos para dor de garganta

Foto: Reprodução

O que fazer?

É fundamental a ingestão de bastante água para hidratar e auxiliar no processo de expectoração. Além disso, é importante que você faça uma consulta médica, pois as dores de garganta têm tratamentos diferentes para cada tipo de problema. No entanto, existem alguns medicamentos caseiros feitos com ervas naturais que podem ajudar a reduzir os sintomas e auxiliam no tratamento. Confira alguns chás e outros medicamentos naturais abaixo.

Chá de folha de abacateiro e tanchagem

Para o preparo, use a proporção de duas folhas de abacateiro e duas folhas de tanchagem para cada copo de água. Em um recipiente, coloque a água e leve ao fogo até alcançar fervura. Adicione as folhas de tanchagem, deixe ferver por aproximadamente dois minutos e coe. Em seguida, coloque as folhas de abacateiro e leve ao fogo por mais dois minutos. Passado esse tempo, desligue, espere esfriar e coe novamente. Faça gargarejos três vezes ao dia.

Chá de linhaça, limão e mel

Para preparar, use quatro xícaras de água, 50g de semente de linhaça, uma colher de chá de mel, suco de um limão e cascas de meio limão. Coloque as sementes de linhaça em um recipiente e deixe de molho em água corrente. Pegue outro recipiente – sem ser de alumínio – e coloque as xícaras de água e as cascas de limão. Adicione as sementes de linhaça que estavam de molho e leve ao fogo. Deixe ferver em fogo baixo por cerca de quinze minutos. Desligue o fogo, coe e adicione o suco de limão e o mel. Consuma morno.

Açúcar e leite

Em um recipiente, coloque uma colher de sopa de açúcar e leve ao fogo até derreter. Em seguida, adicione meio copo de leite, desligue o fogo e misture bem. Consuma durante o dia. Essa mistura ajuda a aliviar a tosse e acalmar a garganta. Como um complemento, coloque um pano com álcool e água em volta do pescoço, pois isso vai esquentar a região e provocar uma vasodilatação, melhorando a dor.

Própolis

Com ação anti-inflamatória, a própolis age diretamente na dor de garganta, aliviando os sintomas.

Gengibre

O gengibre, assim como a própolis, possui ação anti-inflamatória, lubrifica as cordas vocais e só agirá como uma forma de tratamento do sintoma, e não da causa. Caso a dor tenha causa bacteriana, o gengibre não ajudará no tratamento, mas somente no alivio.

Frutas cítricas e maçã

Conhecidas por terem nutrientes anti-inflamatórios e antioxidantes, as frutas cítricas ainda são ricas em vitamina C, agindo no fortalecimento da imunidade e na prevenção de doenças. Elas podem ajudar a aumentar a salivação e a lubrificação das cordas vocais, mas não existem comprovações de que podem ajudar na recuperação. A maçã auxilia no aquecimento e lubrificação das pregas vocais, sendo uma medida excelente para quem está rouco ou sem voz.

Veja mais!