Publicado por André Luiz Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A correta coagulação do sangue está entre os principais efeitos benéficos promovidos pela presença de vitamina K no corpo humano. Tal processo é responsável por evitar hemorragias e favorecer a cicatrização.

O fortalecimento ósseo também é outro estímulo positivo gerado por esta vitamina quando existente no organismo. A mesma atua repondo os nutrientes necessários aos ossos e também na defesa do corpo contra o surgimento de complicações no coração e tumores.

Falta de vitamina K: o que isso provoca?

Sangramentos complexos de serem estancados estão entre as principais complicações decorrentes da falta de vitamina K no organismo. Tais hemorragias podem ocorrer pela pele, nariz ou ainda por um pequeno ferimento no estômago ou mesmo através das fezes ou urina.

Substâncias que diminuem os níveis de vitamina K

Remédios classificados como anticoagulantes são capazes de causar a redução de vitamina K no organismo. Heparina, penicilina, kanamicina, ácido para-amino salicídico, warfarin, fenitoína, aspirina, ciclicerina, colestiramina, eritromicina e dicumarol são alguns dos medicamentos que mais diminuem os níveis desse nutriente no corpo.

Alimentos que possuem vitamina K

Vitamina K e seus benefícios para a saúde humana

Foto: Reprodução/ internet

Vegetais dotados de folhas de cor verde-escura, a exemplo do couve manteiga, alface e brócolis são ricos em altos níveis dessa vitamina. Além desse tipo de fonte, a vitamina K é também obtida por meio das bactérias boas presentes no intestino humano.

Alimentos como esses são indicados para pessoas que sofrem de hemorragias e que, por ventura, necessitem da cicatrização de ferimentos ou mesmo de reposição de nutrientes nos ossos.

É importante ainda, ressaltar que os alimentos fonte de vitamina K podem, livremente, passar pelo processo de cozimento, uma vez que isso não elimina a presença da vitamina.

A seguir, confira a lista dos principais alimentos dotados de vitamina K:

  • Couve-de-bruxelas;
  • Brócolis;
  • Couve-flor;
  • Acelga;
  • Espinafre;
  • Alface;
  • Cenoura;
  • Aspargos.

Aos adultos saudáveis, recomenda-se a ingestão de 90 a 120 mcg de vitamina K ao dia. Para esse grupo de pessoas, não há contraindicação quanto ao consumo desse nutriente. Entretanto, qualquer reação adversa requer uma consulta a um médico.

Vitamina K em suplementos

A ingestão do suplemento de vitamina K se faz desnecessária na maioria das pessoas, uma vez que esta vitamina pode ser adquirida de forma simplificada e abundante por meio de uma alimentação adequada e ainda através da própria produção estimulada pelo organismo.

Apenas bebês recém-nascidos de forma prematura ou mesmo pessoas que tenham dificuldade de absorver gorduras é que devem fazer uso desses suplementos. Vale ressaltar a importância de se consultar um médico ou mesmo um profissional nutricionista antes de iniciar a ingestão de suplementos à base de vitamina K.

Excesso de vitamina K e os riscos à saúde

O excesso de vitamina K, dificilmente, ocorre por meio do consumo de alimentos. Os níveis excessivos desse nutriente ocorrem, mais comumente, devido suplementação feita de forma inadequada, esta capaz de estimular a coagulação do sangue além do normal e provocar risco iminente de trombose. Assim, reforça-se a recomendação de somente consumir suplementos de vitamina K após consulta médica ou nutricional.

Veja mais!