Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Salgueiro, chorão, vime e salso, dentre outros, são denominações comuns das plantas do gênero Salix, pertencentes à família Salicaceae e originárias da Ásia, Europa e da América do Norte, sendo algumas das espécies mais conhecidas o salgueiro branco, o negro, o frágil e o de casca roxa.

No século V a.C., o pai da medicina Hipócrates escreveu sobre um pó, extraído da casca do salgueiro, que teria as propriedades medicinais de aliviar dores e reduzir febres. Até hoje, a casca de salgueiro é utilizada para o alívio de dores de cabeça, dores lombares, além das dores provocadas por tendinite, bursite, osteoporose, dentre outras. Saiba mais sobre esta planta, as suas propriedades medicinais e os benefícios que traz à nossa saúde.

Salgueiro - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

As propriedades e os benefícios do salgueiro

A casca do salgueiro branco contém salicina ou ácido salicílico, que, conjugado ao acetato, originou o ácido acetilsalicílico: a tão conhecida e usada aspirina. A ação da casca do salgueiro age mais lentamente do que a aspirina no alívio de dores, porém os efeitos são mais duradouros. Sua casca, ainda, possui a capacidade de reduzir as dores nos casos de reumatismo e artrite, aliviando a inflamação e melhorando a mobilidade. Além disso, é ótimo para tratar desconfortos de constipações, gripes e dores de cabeça. Podendo também reduzir febres causadas por infecções bacterianas e virais.

Propriedades

  • Adstringente;
  • Anafrodisíaco;
  • Antibacteriano;
  • Tônico digestivo;
  • Antipirético;
  • Vermífugo;
  • Antiflogística;
  • Analgésica;
  • Sudorífera;
  • Antisséptico;
  • Antirreumática;
  • Antiagregante.

Na TPM

Desconforto pré-menstrual (apenas no período pré-menstrual e não durante); dificuldade para dormir; sensação de angústia e ansiedade – o chá de flores secas de salgueiro branco é um ótimo remédio natural para relaxar o corpo e aliviar o desconforto.

Cuidados e contraindicações

O uso do salgueiro é contraindicado para mulheres grávidas, para pessoas que possuem problemas gástricos e úlceras, e também não deve ser usado por pessoas que sejam alérgicas à aspirina ou que estejam sendo medicadas com antiagregante.

É necessário ter atenção com a quantidade ingerida, pois, em doses excessivas, o salgueiro branco pode causar irritação no estômago, náuseas, vômitos, zumbido nos ouvidos, erupções na pele e inflamação dos rins.

Veja mais!