Planta beldroega – Propriedades e receita do seu chá

A beldroega (Portulaca oleracea) é um planta que pertence à família Portulaceae, e também é conhecida pelos nomes portulaca, porcelana, salada-de-negro, beldroega-da-horta e caaponga. Alguns dizem que ela nada mais é do que uma flor ornamental, contudo, a beldroega também é uma hortaliça! Sua flor é muito semelhante a onze horas e ela é bastante cultivada na Europa – onde estão suas origens, porém, tem incidência no Brasil, Uruguai e Argentina –, mas é muito subestimada, já que poucos sabem do seu grande valor nutritivo. Seu uso na culinária já é bem mais comum nos dias de hoje, mas começou lentamente na Europa, Ásia e México.

Planta beldroega - Propriedades e receita do seu chá

Foto: Reprodução

Quanto às suas características gerais, pode-se citar que a beldroega vive mais de um ano, chega a medir 30 cm de altura (e tem um crescimento acelerado), é rasteira, possui flores espessas e carnudas e pequenas flores amarelas de cinco pétalas. A beldroega às vezes é confundida com erva daninha, pois tem tendência para brotar em plantações e cultivos “espontaneamente”, mas essa classificação para a planta é errada. O que ocorre é que a beldroega se desenvolve muito bem em locais de clima temperado, solos drenados e com muito sol, por isso costuma aparecer também em quintais, calçadas e terrenos abertos.

Propriedades da beldroega

  • Rica em ômega 3.
  • Possui vitaminas A, B e C.
  • Tem minerais como magnésio, cálcio, potássio, ferro e pigmento carotenoide.
  • Rica em glicose, frutose e sacarose.
  • É diurética, emoliente, emenagoga, laxativa, anti-inflamatória e possui a capacidade de estancar o sangue em hemorragias pequenas.

Uso da beldroega

  • Muito eficaz no tratamento de colesterol, doenças da bexiga, olhos, vermes, rins e vias urinárias.
  • Seu suco pode ser utilizado para tratar vários problemas (inflamações oculares, queimaduras, eczemas, erisipelas, calvície, entre outros), mas não sendo ingerido, diretamente aplicado.
  • Suas sementes quando ingeridas combatem vermes intestinais.
  • Usada para refogar outros vegetais em azeite de oliva e no preparo de sopas e guisados.

O chá

O chá da beldroega é um dos seus principais atrativos. Ele é feito com suas folhas – com talos e sementes – e pode ser preparado da seguinte forma: fervendo de 50 a 100g de beldroega para 1 litro de água durante alguns minutos. Em seguida, deixa-se a mistura “descansar” até ficar morna, coe se preferir. O chá pode ser consumido de 4 a 5 xícaras por dia. A vantagem está no sabor e na potencialização de suas propriedades, que são muito bem aproveitadas neste caso.