Os benefícios do óleo de prímula

Extraído das sementes da prímula, uma planta nativa da América do Norte, o óleo de prímula é um composto capaz de regular os hormônios femininos, em destaque para os períodos pré-menstruais e na menopausa. Essa planta arbustiva é conhecida em sua região natal como “evening primrose”, que significa que as suas flores amarelas delicadas tendem a abrir ao entardecer. O óleo extraído das sementes é comercializado por todo o planeta, pois é rico em ácidos graxos essenciais, como o ácido gama linolênico, que não são fabricados pelo corpo naturalmente.

Os benefícios do óleo de prímula

Foto: Reprodução

Para que o óleo de prímula serve?

  • O óleo de prímula tem propriedades atuantes em casos de eczemas;
  • Ajuda a amenizar dores no peito;
  • Controla casos de diabetes;
  • Trata a artrite reumatoide;
  • Reduz a agregação das plaquetas;
  • Diminui o tônus muscular;
  • Reduz os níveis do colesterol ruim (LDL);
  • Regula a pressão arterial;
  • É fornecedor dos ácidos LA e GLA, responsáveis pela boa manutenção do organismo;
  • Ajuda a evitar possíveis problemas de distúrbios orgânicos e de crescimento;
  • Atua como regulador da temperatura do corpo, regulando também a energia gasta pelo organismo nas atividades diárias;
  • É excelente para manter uma pele saudável, jovem e bela;
  • Conhecido por ser um ótimo regulador das alterações hormonais nas mulheres durante a TPM e a menopausa.

Como o óleo de prímula atua na TPM?

Toda mulher sofre com as alterações causadas por causa da tensão pré-menstrual e parece até milagre quando uma novidade surge para amenizar seus efeitos. É o caso do óleo de prímula que é rico em ácido linolênico, conhecido por atuar como anti-inflamatório regulador dos hormônios femininos. Usando esse óleo é a deixa para dar adeus às alterações súbitas de humor, inchaço e dor na região das mamas.

Ácido linolênico para a pele

Além de acalmar os hormônios femininos, o ácido linolênico é também responsável pela produção de prostaglandina, que ajuda a favorecer a pele. Com isso é possível usar o óleo de prímula para tratar inflamações, fortalecer o sistema imunológico, combater o envelhecimento precoce e até mesmo atuar no combate para o câncer de mama.

Como consumir?

O óleo de prímula pode ser incluído na dieta de forma natural, acrescentando o óleo na salada e nos molhos sem esquentar. E também pode ser consumido em forma de cápsula, que deve ser indicada por um nutricionista. A chave para ter mais benefícios aproveitados é consumir diariamente. Esse óleo pode ser encontrado em farmácias ou lojas de produtos naturais.