Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Você sabia que o estresse em doses normais é benéfico para o corpo? Ele funciona como uma defesa natural do organismo e que ajuda os seres vivos a sobreviver e a enfrentar determinadas situações. Por exemplo, quando um gato fica todo arrepiado ao se deparar com um cão, ele passa por um estresse, que lhe ajuda a fugir ou até mesmo enfrentar o medo.

Porém, o acúmulo de estresse no dia a dia torna impossível o equilíbrio do corpo, trazendo inúmeros malefícios para a saúde. E, infelizmente, esse é o mal que tem afetado a sociedade atualmente nos últimos tempos.

Existem maneiras saudáveis e naturais de lidar com o estresse, acabando com ele de vez ou atenuando cada dia mais. A prática de exercícios físicos associada a uma boa alimentação e um bom sono já auxilia na luta contra essa exaustão, que vem ganhando mais adeptos em todo o mundo.

Formas naturais de aliviar o estresse corriqueiro

Foto: Reprodução/ internet

Problemas provocados pelo alto nível de estresse

Os sistemas imunológico, endócrino, nervoso e o comportamento do dia a dia são totalmente afetados quando há um nível alto de estresse. O corpo fica sem defesa e acessível a outras doenças. Portanto, é essencial que a pessoa consiga perceber se algo de errado está acontecendo com ela.

Casos como levantar sem disposição relacionado com a falta de humor, não conseguir dormir ou sentir-se cansado mesmo dormindo durante toda a noite, são exemplos de indícios para deixar a pessoa em alerta, pois os riscos podem piorar ao longo do tempo, tornando-se situações mais sérias, como os listados a seguir:

  • Aumento da pressão arterial;
  • Crises de angina que podem levar ao infarto;
  • Dores musculares, nas costas, na região cervical;
  • Alterações de pele.

Prevenção

Hábitos, por menores que sejam, conseguem modificar o dia a dia para melhor. Tornam a convivência com o mundo mais tranquila e tentam amenizar os problemas que já aconteceram.

Prática de exercícios

O ato de realizar atividades físicas está relacionado a muitas liberações de substâncias que ajudam a relaxar quem pratica. A princípio, há a liberação de hormônios que otimizam o funcionamento do corpo. Mas, há também a adrenalina, que age na redução do estresse, enquanto que o cortisol atua como anti-inflamatório, além do GH (hormônio do crescimento), que transmite bem-estar, e a endorfina, que produz a sensação de prazer e melhora a qualidade do sono.

Boa alimentação

Se alimentar bem não é comer muito, mas sim se alimentar de forma diversificada. É claro que os alimentos são responsáveis por todo o funcionamento do corpo. Assim, a alimentação de forma equilibrada e nutritiva pode auxiliar na luta contra o estresse.

Recebendo as quantidades exatas de vitaminas, gorduras, minerais, carboidratos e proteínas, aumenta-se a energia e a vitalidade do corpo, ajudando as pessoas a enfrentarem os problemas do cotidiano.

Dormir melhor

O ato de dormir bem condiciona melhor os reflexos e a atenção das pessoas, fazendo com que elas possam reagir melhor aos empasses do dia. As que se privam desses períodos de descanso, acabam não rendendo profissionalmente e ficam com a capacidade mental mais lenta. Dormir com qualidade auxilia o corpo a trabalhar e a lidar com as adversidades.

Homeopatia

A técnica usada para tratar causas de doenças de forma natural é chamada de homeopatia. A terapia, segundo especialistas, costuma ajudar no processo de recuperação não da doença em si, mas das suas consequências ou, no caso, do estresse e dos seus antecedentes. É necessário procurar homeopatas, especialistas nesses casos. Psicólogos encaminham pacientes com estresses para esses profissionais.

Veja mais!