Publicado por Débora Silva
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

A espinheira santa, de nome científico Maytenus ilicifolia, é uma planta também popularmente conhecida como espinheira-divina, maiteno, cangorça, espinho-de-deus, dentre outros nomes. A planta foi batizada com este nome devido à aparência de suas folhas, que contêm espinhos nas margens e pelo fato de ela ser um “santo remédio” que auxilia no tratamento de vários problemas de saúde. A espinheira santa é originária da América do Sul e, no nosso país, pode ser encontrada desde o estado de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, ao longo do rio Paraná e nas pastagens.

Espinheira santa – Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Popularmente famosa pelo seu poder de combater úlceras e outros males estomacais, há estudos que comprovam a sua eficácia nesses casos: um experimento realizado na Universidade Estadual de Campinas (SP) analisou o efeito da planta em ratos com úlcera e concluiu que o tamanho da lesão diminuiu rapidamente, além de provocar menos efeitos colaterais em comparação com os remédios convencionais. Confira a seguir as propriedades medicinais da espinheira santa e os seus benefícios à saúde:

Propriedades medicinais

  • Ação anti-inflamatória;
  • Cicatrizante;
  • Adstringente;
  • Antiácida;
  • Anti-asmática;
  • Anti-ulcerosa;
  • Calmante;
  • Analgésica;
  • Tonificante;
  • Antisséptica;
  • Diurética;
  • Laxante.

Benefícios e indicações de uso

Devido às suas propriedades medicinais, a espinheira santa é uma planta bastante útil no tratamento de dores de estômago, gastrite, úlcera, azia e queimação. No uso externo, na forma de compressas de chá quente, é indicada para o tratamento de casos de acne, ulcerações, eczemas e herpes.

Como utilizar?

As partes utilizadas da espinheira santa são as folhas, raízes e casca. A planta pode ser usada tanto na forma de chá como na forma de cápsulas, sendo encontrada em lojas de produtos naturais e algumas farmácias.

  • Chá – Leve uma xícara (chá) de água ao fogo e deixe levantar fervura. Após isso, acrescente duas colheres (chá) de folhas de espinheira santa, deixando tampado por alguns minutos. O indicado é tomar uma xícara do chá de três a quatro vezes ao dia.
  • Cápsulas – Tome uma ou duas cápsulas de espinheira santa antes das principais refeições.

Contraindicações e efeitos colaterais

O uso da espinheira santa é contraindicado para crianças, mulheres grávidas e lactantes. A planta pode provocar sensação de boca seca e náuseas em algumas pessoas, efeitos colaterais que desaparecem com o uso contínuo deste remédio natural.

Veja mais!