Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Também conhecida pelo nome de agar, ágar ou agarose, a gelatina de ágar-ágar é usada a culinária asiática há muitos anos. Trata-se de um hidrocoloide que pode ser retirado de algumas espécies de algas marinhas vermelhas. A gelatina é uma mistura homogênea de agarose e agaropectina, ambos polissacarídeos. Pode ser usada em substituição à gelatina normal, já que é de origem vegetal, podendo ser usada por vegetarianos e pacientes com restrições dietéticas. Sem sabor, cor e odor, esta gelatina tem consistência mais firme, mesmo quando há aumento de temperatura. Além disso, não contém açúcares, é isento de carboidratos e gorduras e excelente fonte de ferro, cálcio e fibras.

Quais os benefícios?

Esse tipo de gelatina é bastante popular devido à sua ação na perda de peso e como facilitador da digestão. É um excelente supressor do apetite, trazendo sensação de saciedade, além de atuar como um alimento detox, que ajuda a eliminar os resíduos tóxicos do corpo e evitar que o organismo armazene gordura e líquidos em excesso.

É uma fonte riquíssima em minerais e fibras, tendo, portanto, um efeito laxante que ajuda a limpar e regular o intestino, sendo popularmente usado, em algumas regiões, como medicamento natural contra as hemorroidas. Ajuda também a aliviar os pulmões, acalmar o fígado, reduzir inflamações e absorver a glicose do estômago.

Segundo estudos de HIromichi Maeda, o ágar-ágar foi eficaz, quando combinado à dieta japonesa convencional em pacientes intolerantes à glicose, obesos e portadores do diabetes tipo 2, para o controle do diabetes. O estudo, publicado no Diabetes, Obesity and Metabolism Journal, usou 76 pacientes que foram, de forma totalmente aleatória, colocados em dietas convencionais japonesas e dietas convencionais japonesas associadas ao ágar-ágar durante 12 semanas.

Imagem de gelatina e colher de metal

Foto: Depositphotos

Foram, após o período, medidos os níveis de gordura corporal e sua distribuição, índice de massa corporal, resistência à lipídios, gordura e insulina, controle glicêmico e pressão arterial. Os resultados foram significativos: o consumo de ágar-agár associado à dieta convencional trouxe a perda de peso significativa, por atuar na melhoria do metabolismo e na manutenção da ingestão de calorias, reduzindo a absorção.

Como consumir?

O pó de ágar-ágar é facilmente encontrado em lojas de produtos japoneses, ou algumas de produtos naturais. Branco e sem sabor, pode ser preparada com adição de sucos naturais para melhorar o sabor.

Ingredientes

  • 1 colher de chá do pó de ágar ágar
  • 1 xícara de chá de suco de fruta sem açúcar

Modo de preparo

Coloque os dois ingredientes em uma panela e leve ao fogo. Mexa sempre até que a mistura comece a ferver. Em seguida, coloque em um refratário e deixe esfriar. Em seguida, basta consumir.

Efeitos colaterais

Por ser considerado um laxante suave, o ágar-agár está contraindicado para pacientes que tenham frequentemente fezes amolecidas, ou que sofram com a má digestão.

Veja mais!