Publicado por Katharyne Bezerra
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Algumas plantas possuem determinadas características que lhe conferem o poder de serem consideradas especiais para a saúde das mulheres. Esse é o caso da cimicífuga ou erva-de-são-cristóvão, muito útil no tratamento da menopausa e dos sintomas que acompanham essa fase da mulher, bem como outras doenças que atacam o organismo feminino.

Menopausa: O que é? Quais os sintomas? Como tratar?

A mulher passa por diversas fases na vida, entre elas podem-se destacar a puberdade, quando o corpo se desenvolve e vem a primeira menstruação; e a menopausa, quando há o rompimento com a menstruação e outras alterações hormonais importantes que resultam em alterações por todo corpo, como por exemplo a falta do estrógeno. Esta última ocorre entre os 45 e 50 anos, mas isso varia de uma pessoa para outra, assim como os sintomas que podem surgir ou não, como:

  • Um intenso calor que se inicia repentinamente, mesmo quando se está em um ambiente climatizado;
  • Logo após as ondas repentinas de calor, algumas mulheres apresentam um suor frio;
  • Há uma maior secreção de suor;
  • Algumas mulheres apresentam mudanças de humor, semelhantes as da tensão pré-menstrual;
  • Há indícios de depressão;
  • Algumas apresentam sinais de ansiedade e nervosismo;
  • Irritabilidade e secura cutânea;
  • Pode aparecer alguma infecção urinária, como a cistite;
  • O sono fica conturbado, podendo surgir insônia;
  • Secura vaginal;
  • Unhas fracas.

O tratamento da menopausa só é indicado para as mulheres que tendem a manifestar os sintomas de forma muito intensa, atrapalhando assim o seu convívio social. Porém, existem formas de atenuar esse problema com remédios naturais.

Cimicífuga: a aliada das mulheres contra os sintomas da menopausa

Foto: Reprodução/ internet

Cimicífuga contra a menopausa

A raiz da erva-de-são-cristóvão contém uma isoflavona, chamada formononetina. Essa substância, ao ser liberada no organismo, atua como o estrógeno, que durante a menopausa fica em falta no corpo da mulher. Diversos estudos clínicos comprovam esse desempenho da planta no corpo e ainda demonstram a sua eficácia no tratamento dos sintomas neurovegetativos, como o surgimento de suores noturnos, ondas e calor frequentes, secura vaginal e da pele, dores de cabeça e nas costas, assim como vertigens, irritação nervosa e insônia.

Além desses inúmeros benefícios, a planta ainda é uma aliada da mulher com relação a outras doenças que acometem o organismo feminino. Sendo indicada em outros transtornos ginecológicos, como dismenorreias, endometrites ou inflamação do útero e ou na região pélvica.

Como utilizar a cimicífuga?

Antes de fazer uso desta planta, seu médico deverá ser consultado, pois a menopausa é uma alteração relevante no corpo da mulher e merece total atenção. Assim, quando estiver sentindo alguns desses sintomas, procure imediatamente um profissional especializado e tente converter os sintomas antes que surjam as complicações.

A cimicífuga é encontrada na forma de tintura, extrato líquido, cápsulas e mais raramente a raiz seca, cortada ou em pó, para ser tomada em deccoção, combinada com a sálvia e a mil-folhas, que reforçam a sua ação. Outro aspecto que deve ser do conhecimento de todos, é que a erva-de-são-cristóvão é contraindicada para pessoas que já apresentaram algum transtorno hepático ou para as mulheres durante a gravidez e no período de amamentação.

Veja mais!