Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Você já ouviu falar em castanha de caju? A castanha é o fruto do cajuzeiro, apesar de comermos também o caju. A castanha é muito saborosa e aliada da saúde, mas é preciso ter cuidado: por fazer parte das oleaginosas, seu consumo deve ser moderado. O consumo diário não deve passar de 10 g, aproximadamente 5 unidades – somando 55 calorias. O fruto está disponível durante o ano todo e pode ser consumido junto às saladas, lanches, iogurtes e diversos outros alimentos, ou ainda como petisco.

Castanha de caju - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Benefícios

A castanha possui 9% da recomendação diária de magnésio para os adultos, um mineral essencial para o bom funcionamento do corpo humano. Além disso, possui também aproximadamente 7% do indicado de fósforo – responsável por auxiliar a manutenção da saúde dos ossos do corpo. O zinco, também em grandes quantidades nas castanhas, é eficaz no fortalecimento das defesas do corpo no combate às doenças e diversos tipos de ameaças. Entre seus benefícios, estão ainda a potencialização da absorção do cálcio, controle dos níveis de glicose, combate aos sintomas de depressão, aumento da imunidade, combate ao envelhecimento celular e prevenção ao câncer.

Prevenção ao câncer

Com muitos benefícios, a castanha de caju é rica em proantocianidinas, que são flavonoides que combatem os tumores e as células cancerígenas. Com atividade antioxidante, o consumo ajuda no combate aos radicais livres que aceleram o envelhecimento da pele. Além disso, fonte de fitoquímicos – junto aos oxidantes – o consumo da castanha ajuda na prevenção ao câncer e às doenças cardíacas.

Ossos, pele e cabelos

Com o consumo da castanha de caju – rica em cobre – torna-se possível a conversão da tirosina em melanina, que é o pigmento responsável pela coloração da pele e dos cabelos. Além disso, por ser rica em magnésio, a castanha age no fortalecimento da estrutura física. Com o cobre, também é possível que as enzimas envolvidas na combinação de colágeno e elastina, responsáveis pela flexibilidade nos ossos e articulações, cumpram seu papel no fortalecimento dos ossos.

Nervos

Quando o organismo possui magnésio insuficiente, há o aumento da pressão arterial, tensão muscular, dores de cabeça, dores no corpo e fadiga. O magnésio, presente na castanha, segundo estudos, ajuda a diminuir a frequência das enxaquecas, além de reduzir a pressão arterial e prevenir ataques cardíacos.

Emagrecimento

O consumo pode ajudar, ainda, no emagrecimento. Apesar de ter alto teor de gordura, a castanha possui gordura boa e menos do que as nozes, amendoins e amêndoas. Com muita energia e fibras alimentares, ajuda quem precisa de energia para os treinos e de saciedade durante a alimentação.

Veja mais!