Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Planta da família das Arteaceae, o cardo mariano é originário da Europa e da Rússia, no entanto, atualmente, pode ser encontrada em todo o mundo. Com altura entre 1,5 e 3 metros, suas folhas são grandes e espinhosas, e seus frutos são brilhantes com pintas pretas ou cinzas. A planta também é conhecida como cardo-de-santa-maria, cardo branco, cardo-de-nossa-senhora, cardo leiteiro, cardo santo, serralha-de-folhas-pintadas.

Cardo mariano - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

A extração do Silymarin marianm, extrato da erva do cardo mariano, foi isolada para pesquisas de cientistas alemães no ano de 1968, quando descobriram que pode ser aplicada para tratamento de doenças hepáticas. Além disso, descobriu-se que a planta é rica em antioxidantes, sendo até dez vezes mais potente que a vitamina E.

Apesar de os estudos não serem muito antigos, as aplicações da planta no tratamento de doenças hepatobiliares é, sendo datada do século 19. Além disso, seu uso como hepatoprotetor tem registros em referências históricas da Grécia antiga. Útil contra icterícia, remoção de obstruções do fígado e do bago, além de tratar varizes e problemas derivados da menstruação.

Entre as propriedades da planta estão ainda sua ação como antisséptica, aperiente, anticolesterolêmica, anti-inflamatória, antioxidante, colagoga, colerética, depurativa, digestiva, diurética, estomacal, hepatoprotetora, hipertensora, regeneradora e tônica amarga.

Suas sementes eram consumidas pelas lactantes com o objetivo de aumentar a produção de leite e, além disso, é muito indicada para tratar estados depressivos.

Como fazer o chá?

Para preparar o chá, use a proporção de duas colheres de sopa das folhas para cada meio litro de água. Em um recipiente, coloque a água e as folhas e leve ao fogo. Quando alcançar fervura, cronometre aproximadamente cinco minutos e desligue em seguida. Tampe e deixe descansar por cerca de dez minutos, coando e consumindo em seguida. A dose indicada é de duas ou três xícaras ao dia, consumidos em goles pequenos e pausados.

Outra forma de consumo

A planta pode ser consumida ainda macerada no vinho. Para isso, amasse 20 g de folha e 5 g de cravo da índia para um litro de vinho branco. Coloque tudo na garrafa e tampe, deixando descansar por cinco dias. Coe e consuma sempre um cálice após as principais refeições.

O consumo pode ser feito ainda na forma de saladas, e as raízes podem ser usadas para cozinhar e consumir.

Contraindicações, precauções e efeitos colaterais

O consumo do chá de cardo mariano é contraindicado para crianças, além de pacientes que tenham problemas renais, úlceras, gastrites ou hipertensão. Em doses excessivas, seu consumo pode causar problemas de queimaduras nas mucosas das vias digestivas, vômitos e diarreias, além de elevar a pressão arterial.

Veja mais!