Publicado por André Luiz Melo
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Elemento mineral indispensável para o correto funcionamento do organismo humano, o fósforo tem sua origem tanto animal como vegetal. Este nutriente é conhecido por atuar como um dos principais agentes que contribuem para a formação dos dentes e ossos.

É o fósforo ainda o responsável por participar do metabolismo dos glicídios e por também integrar as membranas celulares do organismo do ser humano. Este mineral é ainda dotado da capacidade de agir na contração dos músculos e atuar em reações químicas que liberam energia. É importante também identificar que o fósforo está integrado ao ácido desoxirribonucleico (DNA) e ácido ribonucleico (RNA).

Reações provocadas pela falta de fósforo

Pouco frequente, a ausência de fósforo no corpo humano pode ser provocada a partir do consumo em excesso de antiácidos, esses que são ricos em alumínio, substância que impede a obtenção do referido mineral. A elevação do volume da urina, característica de estados de desnutrição ou diabetes, também pode estimular a falta desse nutriente no corpo. Pessoas que fazem a ingestão de álcool em excesso são propensas a sofrer com a dificuldade de adquirir o fósforo. A ausência deste pode ainda gerar taquicardia, dor nos ossos e dificuldade na memória.

Principais transtornos causados pela ausência de fósforo

– Surgimento de pseudofraturas;
– Debilidade muscular;
– Dor nos ossos;
– Taquicardia (elevação da frequência cardíaca);
– Resistência a insulina;
– Falta de memória;
– Perda de apetite;
– Miopatias

Alimentos ricos em fósforo

Benefícios do fósforo para saúde

Foto: Reprodução/ internet

– Carne bovina;
– Castanha-do-pará;
– Leite e derivados (sobretudo em queijos);
– Amêndoa;
– Amendoim;
– Castanha de Caju;
– Peixes;
– Avelãs;
– Ovos (sobretudo de galinha e pata);
– Alho;
– Carne de Siri;
– Cogumelo;
– Tamarindo;
– Cereais;
– Carne suína.

É possível, em meia xícara de chá de semente de abóbora, obter 655 mg de fósforo. Já em 86 gramas de soja tem-se 558 mg desse mineral. Em meia xícara de café de semente de girassol é encontrado 377 mg do referido nutriente, enquanto que em 200 gramas ou um pote de iogurte desnatado, encontra-se 287 mg de fósforo. Na amêndoa, por sua vez, 215 mg é o valor nutricional obtido com a ingestão de 13 unidades.

O que causa o fósforo em excesso?

Hipefosfatemia é como se chama o excesso de fósforo no corpo humano. Em casos assim, doenças e outros transtornos de saúde podem surgir e debilitar os indivíduos. Hipertensão, sensação de peso/cansaço nas pernas e conflitos mentais são as complicações mais comuns em situações de fósforo em excesso no organismo.

Veja mais!