Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Na natureza, é possível encontrarmos diversas plantas ricas em benefícios à saúde. Duas delas, prometem restaurar a saúde, envolvendo diversos benefícios e propriedades que ajudam a melhorar o funcionamento do organismo humano: a moringa e a urtiga.

Moringa

Considerada um dos vegetais mais ricos em nutrientes de toda a natureza, a moringa é usada em diversos países como uma forma natural de combater a desnutrição. A Organização Mundial da Saúde (OMS), inclusive, a considera como uma das plantas mais úteis para toda a humanidade.

Todas as partes da planta podem ser usadas, sendo que cada uma delas apresenta uma utilidade, podendo ser um excelente alimento, ferramenta para purificação da água, matéria-prima para extração de óleo ou para artesanato, ou ainda para fins medicinais, combatendo a desnutrição, o diabetes, a asma, o colesterol alto e muito mais.

Também conhecida como acácia branca, árvore dos milagres, muringueiro, entre outros nomes, a planta é rica em vitamina C, betacaroteno, vitamina B, vitamina E, proteína, cálcio, ferro, potássio, entre outros – muito mais do que os alimentos mais famosos por serem ricos nesses componentes, como a laranja em vitamina C, por exemplo.

Benefícios da moringa e da urtiga para restaurar a saúde

Foto: Pixabay

Para fins medicinais, deve-se usar as folhas, cascas e sementes, que possuem ação antioxidante, broncodilatadora, espasmolítica, anti-inflamatória, anti-microbiana, antifúngica, depressora do sistema nervoso central, anticonvulsivante e antidiabético.

É indicada principalmente para tratar desnutrição e doenças associadas, doenças crônicas que estão relacionadas ao HIV, asma, recuperação do fígado, câncer de pâncreas, diabetes, arteriosclerose, doença arterial coronariana, colesterol alto, entre outros.

Segundo as fontes pesquisadas, a planta não possui efeitos colaterais, interações medicamentosas ou contraindicações.

Urtiga

A urtiga é também uma excelente planta medicinal, que pode ser encontrada ainda pelos nomes populares de urtigão, urtiga maior, ortiga ou ortigão. De nome científico urtica dioica, a planta pode ser usada para tratar diversos problemas de saúde, como o reumatismo, artrite, falta de apetite, inflamação das vias urinárias, caspa, acne, pele oleosa, alopecia, fadiga, falta de apetite e pressão alta, entre outros.

Suas propriedades envolvem sua ação como um excelente anti-inflamatório, anti-alérgico, diurético, analgésico e estimulante do apetite. Suas partes usadas são as folhas e as raízes, que comumente são usadas para o preparo de chás ou tinturas.

A planta, entretanto, pode apresentar alguns efeitos colaterais, como as alergias na pele e alterações na próstata, mas somente quando consumidas em excesso. Essa planta é contraindicada para pacientes com edema causado por doenças cardíacas, ou ainda para aqueles que tem as funções renais prejudicadas.

Veja mais!