Publicado por Beatriz Helena Cano
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

Engana-se quem acha que uma dieta detox se restringe a determinados grupos de alimentos, é hipocalórica ou preza apenas por líquidos. Um cardápio desintoxicante deve estimular a eliminação de toxinas que são prejudiciais ao funcionamento do organismo.

Alimentos detox para sua dieta

Foto: Reprodução

Tida como uma alimentação funcional, a dieta detox serve para suprir a ausência de vitaminas e minerais essenciais proveniente do consumo de alimentos industrializados carregados de hormônios sintéticos, agrotóxicos e conservantes – substâncias que produzem toxinas que atrapalham o funcionamento do organismo e aceleram o envelhecimento celular.

Quem deve fazer uma dieta detox

Indivíduos que se sentem cansados com frequência, que ficam sonolentos durante o dia, que sofrem com a insônia, que possuem problemas digestórios, inchaço, dificuldade para concentrar-se, falta de paciência, frequentes dores de cabeça ou dificuldade para perder peso podem precisar de uma dieta funcional.

A alimentação detox ainda é responsável pela melhora do sistema circulatório, estimulação do funcionamento de órgãos vitais, auxilia no emagrecimento saudável, elimina a gordura localizada e ainda combate os radicais livres – responsáveis pelo envelhecimento precoce.

O que é

Uma dieta detox preza por alimentos naturais e exclui do cardápio aqueles que possuem alto potencial alergênico, como os laticínios, o leite de soja, o glúten, os cereais refinados, o açúcar, os adoçantes químicos, as substâncias corantes e conservantes e o café e o álcool.

Em compensação, inclui alimentos saudáveis como verduras, legumes, frutas, carnes magras, oleaginosas como nozes, castanhas e amêndoas, cereais, sementes de linhaça, girassol, abóbora e chia, temperos frescos como alho, cebola, alecrim, açafrão, cebolinha, salsa e gengibre e muito líquido, como água, água de coco, sucos e chás.

Como fazer

Uma dieta detox deve ser planejada por um profissional de saúde que vai avaliar os hábitos de vida e alimentares do indivíduo, além de fazer exames toxicológicos, químicos e de sensibilidade alimentar. Estes procedimentos permitem que o cardápio detox seja montado de acordo com os hábitos e necessidades de cada organismo.

Porém, alguns alimentos equilibram o corpo naturalmente e, se incluídos na alimentação, contribuem para a eliminação de toxinas melhorando as funções vitais.

Alimentos desintoxicantes

Frutas cítricas

Ricas em vitamina C, as frutas cítricas são potenciais diuréticos. Mas, além de eliminarem líquidos, ainda agem como poderosos antioxidantes combatendo os radicais livres e prevenindo o envelhecimento precoce. Mas não é só: laranjas, tangerinas, limões e uvas ainda são frutas digestivas, que agem melhorando a função gastrointestinal.

Outras frutas: maçã, abacaxi, melancia…

Vegetais verdes

Ricos em clorofila, os vegetais verdes escuros estão entre os principais responsáveis pela eliminação de toxinas. Ricos em substâncias antioxidantes, eles contribuem para a limpeza do fígado, do rim e do pâncreas. Quanto mais escuro, mais clorofila e, portanto, mais ações benéficas. Ex: alcachofra, salsa, acelga, alface, brócolis, aipo, agrião, etc…

Chá verde

Conhecido pelas pessoas que buscam emagrecer de forma saudável, o chá verde é essencial no combate à retenção de líquidos, mas também carrega alta taxa de antioxidantes, substâncias que combatem os radicais livres e, portanto, combatem o envelhecimento celular. Esta bebida também atua como digestiva, mais um fator positivo para a dieta detox.

Exercícios físicos

Além de uma dieta desintoxicante é preciso, para permitir que o organismo funcione bem e de forma saudável, praticar exercícios físicos.

Atividades que proporcionam qualidade de vida e são prazerosas, como caminhadas, alongamentos, hidroginásticas, yoga e pilates são opções para manter a saúde em dia.

Veja mais!