Publicado por Natália Petrin
  • Compartilhe no Google+
  • Compartilhe no Whatsapp

O alho-poró é consumido há milênios por gregos e egípcios e tem conquistado o paladar de muitas pessoas até os dias de hoje. De sabor suave e versátil, este tem se tornado ingrediente de pratos como sopas, saladas, quiches e cremes, e pode ajudar e muito a melhorar a sua saúde, quando usado na alimentação. Este alimento da mesma família do alho e da cebola, é muito parecido com a cebolinha e pode ser encontrado para venda em feiras, sacolões e supermercados.

Alho-poró - Benefícios e como consumir

Foto: Reprodução

Os benefícios

O alho-poró possui baixo teor de gordura e vaso dilatador, portanto é muito indicado para gestantes com dificuldades para controlar a pressão arterial, prevenindo a eclampsia, doença proveniente deste problema. Além disso, age como diurético e ajuda a prevenir o câncer dos ovários. Seu consumo é eficaz ainda para conter doenças cardíacas, derrames, evolução de quadros negativos do diabetes – entupimento das artérias, por exemplo –, má digestão, gripes, resfriados e pressão alta.

Por ser rico em fibras dietéticas, ele ajuda ainda nas funções digestivas e no metabolismo, ajudando ainda a dar sensação de saciedade. É rico ainda em ácido fólico, vitaminas A, C e do complexo B, minerais essenciais como magnésio, zinco, cálcio, potássio, ferro e fósforo, possuindo ação anti-inflamatória e fortalecedora do sistema imunológico.

Como escolher e consumir?

É importante que você fique atento ao alho-poró que tem cores brilhantes e que está firme, com as folhas intactas. Armazene o alimento na geladeira e consuma em um prazo máximo de 3 a 5 dias.

Quando for preparar, em primeiro lugar, pique em pequenas rodelas a parte verde clara para depois lavar. Desfaça os blocos soltando em pequenos anéis para mantê-la bem limpa. Após alguns minutos, retire da água e consuma cru ou cozido.

Sugestão de consumo

Pique tomates, azeitonas pretas, champignon e o alho-poró e misture bem. Em seguida, adicione sementes de chia cruas e castanhas para complementar o sabor. Tempere com azeite de oliva, sal e outros temperos a gosto.

Quando for preparar refogado ou assado, prefira deixa-lo al dente para que não perca sua textura, seu sabor e, principalmente, suas propriedades.

Veja mais!